Home » Notícias » Como administrar melhor as finanças ganhando pouco?

Como administrar melhor as finanças ganhando pouco?

Quanto você ganha? Quanto você gasta? Já colocou no papel? Faltam menos de quatro meses para o ano de 2017 acabar, e o Movimento pela Moradia traz dicas e recomendações importantes para ajudar no orçamento e planejamento financeiros antes mesmo de um novo ano chegar com problemas de um ano anterior.

Não são poucos os que dizem não ser possível juntar dinheiro porque com o que ganham mal dá para quitar suas dívidas do dia a dia. Entretanto, mesmo quem não tem um alto salário pode, sim, juntar dinheiro, quitar as dívidas e ter uma vida financeira regular e sem sustos.

Um dos primeiros passos é ter autocontrole e mudar alguns hábitos de consumo. Vamos lá?!

Para conseguir juntar dinheiro é obrigatório, antes de qualquer coisa, saber exatamente seu total de receitas e de gastos (todos eles, até mesmo dia a dia, comidinhas na rua, e etc). Para isso, anote tudo em um papel organizado ou em um arquivo/planilha em seu computador. Hoje em dia, alguns aplicativos de celular fazem isso de uma forma prática e bem organizada! Pois, quando você consegue apontar com clareza para onde está indo seu dinheiro, fica mais fácil se controlar e começar a poupar e direcionar para os fins que deseja (sem desculpas de não saber para onde o dinheiro está indo). Então, saiba exatamente as despesas e comece por este ponto!
Se identificar que está gastando seu salário inteiro no pagamento de juros caros, como o cheque especial ou o rotativo do cartão de crédito, uma opção é procurar um empréstimo pessoal que te cobre menos juros, e eliminar grandes dívidas o quanto antes para não se enrolar.
Então como mudar hábitos, afinal? Juntar ou economizar dinheiro mesmo ganhando pouco é possível sim, mas alguns hábitos precisam ser mudados imediatamente. Suas dívidas são relacionadas a lazer, quais são as finalidades de onde seu dinheiro está indo? Uma dica importante é eliminar qualquer gasto excessivo com ações que não são prioridade, pois é sabido que até mesmo as contas de consumo básico podem, com um pouquinho de esforço, ser reduzidas, como internet do celular, economia de água e de energia elétrica, e muito mais.
Aprenda de uma vez por todas a não deixar a luz acesa, tire os aparelhos eletrônicos da tomada quando não os estiver usando e reduza a conta de água evitando deixar a torneira aberta enquanto escova os dentes, por exemplo.
Outra recomendação bacana é comprar sempre nas mesmas lojas e comer nos mesmos locais para poder aproveitar dos cupons de desconto e dos programas de fidelidade. Acredite, a economia no final do mês virá, principalmente se você mora com mais pessoas. Se cada um fizer a sua parte, todos economizam juntos!

Além disso, o que você faz assim que o seu salário cai na conta? Pois, uma das formas mais eficientes de se juntar dinheiro mesmo ganhando pouco é separando a quantia a ser guardada logo que o salário entrar. Parece besteira, mas você além de colocar o planejamento em prática, ainda evita sustos ou esquecimentos! Ao cultivar o hábito de guardar o dinheiro logo no início do mês, fica até mais fácil gastar menos, afinal, você vai ver no extrato da sua conta bancária que tem menos dinheiro ali que o de costume. Um hábito simples, mas efetivo a cada novo mês.

Por fim, tente guardar uma quantia para imprevistos que, como a palavra sugere, não são previstos. Afinal, se você não tiver de onde tirar a quantia vai acabar precisando recorrer a empréstimos ou ao cheque especial, com seu encargo de juros altíssimos. Separe uma quantia — como, por exemplo, 10% do que você gasta em uma roupa ou um sapato — para ser usada em despesas inesperadas. Parece pouco, mas juntando mensalmente esses 10% você não fica refém de nenhum plano B que pode atrapalhar suas finanças futuras. Já pensou nisso?

Não precisa guardar sempre o mesmo valor; seria o ideal, mas o importante é começar e manter novos hábitos de economia. Pois, mesmo ganhando pouco ou menos do que gostaria, os nossos gastos devem existir/ser menores ou proporcionais ao que ganhamos. Então: preste bem atenção nessas dicas, e coloque-as em prática hoje mesmo ou no próximo salário.

O Movimento pela Moradia incentiva aos hábitos de educação financeira, pois sabe o quão difícil é conseguir colocar em prática um cotidiano sem nenhuma dificuldade, então, vamos aprendendo juntos!

Deixe uma resposta

Rolar para o topo