Home » Notícias » Alerta e prevenção: cuidado com as chuvas e com a dengue

Alerta e prevenção: cuidado com as chuvas e com a dengue

Com a proximidade do verão e das férias, o período chuvoso se intensifica e, com isso, os cuidados com a dengue não podem parar em São Paulo e em todo o país.

O acúmulo de água, comum nesse período, pode causar o surgimento de focos para reprodução do mosquito Aedes aegypti, agente causador da doença, e a maneira mais eficiente de prevenir a proliferação do mosquito é combate-lo.

O Movimento pela Moradia alerta que pequenas ações, de todos, são fundamentais para que a dengue não se torne alarmante. Por isso, atenção às formas de precaução.

Algumas das dicas é vedar depósitos plásticos, pneus e reservatórios; fechar caixas d’água; evitar o acúmulo de água em vasos de planta: ponha areia nos vasos das plantas. Em vez de usar água para as plantas, use areia ou pó de café nos pires dos vasos e, então, coloque água.

Remova folhas e galhos das calhas. Esses objetos, assim como outros (flores e pedaços de garrafa) impedem que água escoe e então, se acumula. Verifique semanalmente o estado de calhas, canos e ralos.

Mantenha latas e garrafas emborcadas para baixo. Isso evita que a água da chuva se acumule e fique parada por muito tempo!

Preste atenção ao lixo. Muitas pessoas pensam que os lixos, por acumularem água suja, não apresentam perigo à dengue. Mas a verdade é que se há água acumulada, há a possibilidade de reprodução do mosquito. Para isso, vede os sacos de lixo e não os deixe expostos.

Para quem tem ou frequenta piscinas frequentemente, manter a água da piscina tratada e vedar vasos e ralos que não sejam utilizados diariamente também é fundamental.

Na maioria dos casos, o mosquito da dengue coloca os seus ovos em locais onde há o acúmulo de água limpa, por isso o fato da doença ser tão frequente no período chuvoso.

Esses materiais, como pneus velhos, caixas d’água, garrafas, calhas entupidas, vasos de plantas e também recipientes jogados em lixo descoberto, precisam ser manuseados corretamente, evitando potenciais criadouros.

O cuidado com essas atitudes é fundamental. Compartilhe essa informação. Faça sua parte e dissemine a prevenção!

Deixe uma resposta

Rolar para o topo